O sonho de conseguir a estabilidade de um emprego público faz com que um grupo de candidatos abra até mão da folia nesses dias de Carnaval para se dedicar totalmente aos estudos. Esse pessoal fica internado na Pousada do Concurseiro, um projeto dos professores Francisco Saint Clair e Rodrigo Lélis, que oferece a possibilidade de intensificar a preparação para disputar a tão sonhada vaga em um concurso. Tudo longe dos tumultos dos dias de folia.

“Já participei três vezes do retiro, e uma das melhores coisas é o ambiente, tranquilo, contato direto com a natureza.Foi ótimo para estudar”, relata Daniel Neves de Lacerda, 28 anos, aluno do curso Pra Passar.

O retiro garante que o candidato possa estar 100% dedicado e com o foco na seleção que pretende fazer. Os professores também participam da reclusão juntamente com os alunos.

As aulas começam às 9h e vão até 20h. No total, são 12h diárias de estudos com professores disponíveis, sem dispersão. Há períodos livres para fazer o que desejar, como ir à praia, por exemplo. A pousada fica na Barra da Tijuca.

Para o professor e coordenador do projeto Rodrigo Lélis, o retiro é para quem está determinado a garantir uma vaga, mas não consegue se concentrar nos estudos, seja por falta de planejamento e até mesmo por não ter de tranquilidade em casa. Na pousada, as turmas têm, no máximo, 15 alunos para que haja um bom rendimento e dedicação.

Graziela Cabral, diretora do Curso Pra Passar, diz que dedicação e abnegação são ingredientes para o sucesso e devem ser características básicas para todos que vão fazer concurso público.

“Estamos em um período festivo, época em que muitos são tentados a cair na folia, mudar o ritmo dos estudos, dormir mal. Abrir mão da festa é um dos caminhos para aqueles que pretendem passar pela apertada porta de aprovação”, adverte.

Segundo Renata Xisto, psicóloga especializada em concursos, este tipo de iniciativa deve levar em conta o perfil de cada candidato. Para ela, retiro pode funcionar mais em virtude de todos estarem reunidos pelo mesmo objetivo, e a ideia nada tem a ver com confinamento como muitos pensam.

“Como qualquer programação de estudo esta também precisa de pausa, e estes momentos podem ser no intervalo da tarde ou após o jantar, justamente para ‘refrescar’ a cabeça”, orienta.

A Pousada do Concurseiro fica na Avenida Grande Canal 301, na Barra. Oferece salas de estudos, Wi fi gratuito e café da manhã. Os quartos são individuais, duplos ou quádruplos.

Estamos numa época extremamente contagiante. Tão contagiante que uma grande e assustadora massa de candidatos vem largando o ritmo de estudos para acompanhar os blocos nas ruas, como se tal atitude em nada prejudicasse o seu rendimento na preparação para o concurso. Daí, a minha insistência para que não se percam nas armadilhas que criamos para nós mesmos quando deixamos passar oportunidades. E podem estar cometendo este erro agora, no Carnaval.

Estudar para concursos é um projeto de longo prazo, projeto de vida mesmo. Logo, sem preparação nem pensar, nenhuma chance de passar! Você pode notar pelo grande número de inscritos no concurso do INSS deste ano: mais de 1 milhão de candidatos já fizeram cadastro. Então, não coloque tudo a perder por um momento de folia!

Aconselho que, durante esses dias, aproveitem o momento para tirar dúvidas ou até mesmo acelerar o ritmo e ver se há atraso no cronograma de cada um.

Sei o quanto pode parecer difícil a concentração em um período como esse, mas estamos falando do seu futuro e muitos outros carnavais com estabilidade no emprego e bons salários que você poderá ter pela frente, caso conquiste a tão sonhada vaga. É um “sofrimento” agora para, mais tarde, usufruir dos benefícios que as privações de hoje vão lhe proporcionar. Pense nisso e dedique-se cada vez mais.

Quando você estiver empossado verá o quanto todo sacrifício terá valido a pena.
Bons estudos!

Claudia Jones, jornalista do site Qconcursos.com

Fonte: O Dia

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA